5 coisas que aprendi durante o meu Global Talent

A Joana embarcou na aventura de realizar um estágio profissional internacional durante 6 semanas em 2019. Um ano depois, decidimos falar com ela para tentar perceber o que foi que essa experiência lhe trouxe enquanto futura profissional em Portugal.

Esteve em Kyiv, na Ucrânia, a trabalhar numa start-up durante 6 semanas na área do Marketing. Durante este período conseguiu desenvolver um vasto leque de soft-skills, pois as responsabilidades que havia assumido para com aquela empresa assim o exigiam. Assim, pode desenvolver capacidades como comunicação em inglês, creative thinking, problem solving, gestão de tempo, trabalho em equipa, flexibilidade e trabalhar sob pressão.

Ao mesmo tempo, esta experiência permitiu que alargasse a sua rede de contactos a um contexto internacional, pois a start-up já contava com uma equipa presente em 5 países. Certamente que são contactos que lhe serão úteis no futuro.

Chegada a Portugal, trazia consigo um conjunto de certezas: estava mais preparada para enfrentar e ingressar no mercado de trabalho português e, sem dúvida, com alguma vantagem competitiva face aos restantes candidatos e já sabia a área de estudos que gostaria de seguir aquando a especialização no Mestrado – o passo seguinte era na área do Marketing.

Se a Joana hoje tem algumas soft-skills mais desenvolvidas, uma rede de contactos internacional, uma melhor preparação para o mercado de trabalho português e sabe o futuro que quer dar na sua carreira profissional é a esta experiência que a AIESEC lhe proporcionou que o deve. E, para ela, ter a AIESEC ao seu lado durante todo o processo disposta a apoia-la foi um ponto extra em toda esta aventura de crescimento profissional.

Se queres ter uma experiência como a da Joana, não hesites e traça o teu futuro com um dos estágios internacionais da AIESEC nas áreas do Marketing, Sales, Business Development ou Business Administration em: aiesec.org/global-talent.

Comentários

comentários