AIESEC Experience

A minha experiência com a AIESEC começou em setembro de 2017, quando eu decidi que ia contribuir para uma causa maior através de um voluntariado internacional. Procurei por várias organizações, mas nenhuma me deu a segurança e teve a rapidez que esta organização teve. Em três dias, tinha todas as minhas perguntas respondidas e estava pronta para me preparar para a experiência que ia ter no verão do ano seguinte no Brasil.

Durante esse ano de preparação, a AIESEC manteve contacto constante comigo. Ajudou-me a encontrar os voos, tratar do seguro, e todas as logísticas necessárias para a minha viagem. Nessa altura, mantendo contacto com o comitée de cá e o que me ia acompanhar lá, já começava a sentir algum carinho pela organização.

E mesmo já conquistada pelo propósito, a AIESEC surpreendeu-me com mais uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e cultural. Desta vez, enquanto esperava pelo início da minha experiência de voluntariado, poderia contribuir para os projetos sociais locais acolhendo uma voluntária internacional que vinha trabalhar num lar de idosos perto de minha casa. Ela chegou em dezembro de 2017, vinda do calor do Brasil, e rapidamente se integrou na minha família. Aprendi sobre a cultura dela e ela sobre a minha, e percebi algumas coisas relevantes para a minha própria experiência, a qual aconteceria em 6 meses.

Em agosto de 2018, viajei para o Brasil, integrei uma equipa de 5 pessoas num projeto para educar as crianças do Projeto Sião de Itapuã sobre os problemas ambientais existentes no mundo e como podiam começar a ajudar. Estive lá um mês e meio, onde aprendi e ensinei, e tive a oportunidade de conhecer pessoas de todos os cantos do mundo, assim como o escritório local da AIESEC in Salvador. Foi aí que tive a certeza que, quando voltasse da minha experiência internacional, ia ajudar outros jovens a ter uma experiência igual ou melhor.

Regressei no fim de setembro de 2018 e em fevereiro de 2019 estava a começar a minha experiência como membro da AIESEC in Porto FEP. Durante 6 meses, fiz exatamente aquilo pretendia: acompanhei as experiências internacionais de jovens portugueses que se queriam desenvolver e aprender a sair da sua zona de conforto. Aprendi a trabalhar em equipa e a agarrar as oportunidades. Aproveitei oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional, onde organizei conferências locais e internacionais para membros, voluntários ou estagiários da AIESEC, aprendi métodos de trabalho e criei mais conexões com as pessoas com quem trabalhava.

Ao fim de 6 meses, já estava a gerir a minha própria equipa, como Presidente do Comité Organizacional de uma conferência anual da AIESEC in Portugal. Ao mesmo tempo, estava a preparar-me para um novo cargo no departamento de Marketing, na vertente de análise dos programas da AIESEC e respetivas experiências. Surgiu uma oportunidade de pertencer à equipa nacional, e trabalhar na melhoria das experiências locais, quando recebemos jovens internacionais nos nossos projetos de voluntariado e assim, poder usar a minha experiência para contribuir para a de outros jovens. Nesta altura, não só me estava a tornar uma líder dentro da organização, como estava a conseguir elevar estas capacidades de liderança para o meu dia a dia, pessoal e profissional.

Aproveitei, mais uma vez, para experimentar um dos produtos da organização da qual fazia parte. Acolhi uma voluntária canadiana que, como eu, vinha trabalhar numa escola a ensinar a crianças alguns aspetos ambientais importantes. Desenvolvi o meu inglês e aprendi um conjunto de curiosidades sobre o país dela.

Em outubro de 2019, dei um passo ainda maior e candidatei-me a Diretora de Marketing do escritório local da AIESEC in Porto FEP, posição que tenho até hoje e que me ajudou a perceber o rumo profissional que pretendo ter no meu futuro, as capacidades de liderança que não sabia ter e o potencial que tenho para desenvolver e fazer aquilo que quiser. Comecei o meu mandato de Direção Executiva da AIESEC in Porto FEP em fevereiro de 2020 e já foi, até agora, a experiência mais intensa e com a qual mais aprendi que já tive na vida.

Estou na organização há um ano e meio, mas tenho uma experiência de quase 3 anos com a AIESEC. Esta organização marcou um ponto de viragem na minha vida e complementa o percurso que eu defini para mim, representando um conjunto de aprendizagens e memórias que vão ficar a minha vida toda.

Podes viver experiências iguais às minhas, enquanto te desenvolves e te aproximas do líder que és em qualquer um dos departamentos desta organização incrível que é a AIESEC, para tal basta juntares-te a mim e a todos os outros AIESECers em: http://bit.ly/joinAIESEC-PT.

Sofia Guerra, AIESECer há 1 ano e 6 meses

Comentários

comentários